Cobertura de mídia e engajamento digital cria comunidade global para o #FIVBWorldCup

Publicado em 08/11/2019

A Copa do Mundo de Vôlei da FIVB de 2019 capturou corações e mentes dos fãs em todo o mundo com o engajamento e a cobertura digital da FIVB em todos os canais.

A seleção masculina brasileira disputou 11 partidas sem derrotas para garantir o título, enquanto a China conquistou o mesmo feito incrível, permanecer invicta, na competição feminina, repetindo o sucesso de 2015. Performances impressionantes de ambas as equipes foram capturadas durante o evento e se tornaram imagens inspiradoras, compartilhadas e transmitidas em todo o mundo.

A Copa do Mundo de Vôlei da FIVB uniu o universo do vôlei com mais de 235 milhões de minutos transmissões ao vivo, destaques e clipes assistidos. No total, o evento garantiu uma audiência global de 96 milhões de visualizações, registrou 455 milhões de reações digitais e mais de 14 milhões de engajamentos de fãs.

Durante a competição, 10 vídeos alcançaram mais de um milhão de visualizações no YouTube e a partida mais vista foi entre Japão e Itália, no primeiro dia do torneio masculino.

A emissora anfitriã Fuji TV anunciou que, durante as partidas da Copa do Mundo, o vôlei registrou de 10% a 12% da audiência total de TV do Japão. Além disso, os estádios ficaram lotados para todos os jogos da seleção feminina japonesa e atingiram pelo menos 75% da capacidade de todos os outros jogos da tarde.

Nos eventos masculinos e femininos, a Copa do Mundo da FIVB foi tema de quase 31 mil matérias online e 1.559 posts, o que gerou mais de 40 bilhões em alcance potencial da mídia. Já o site da FIVB registrou 4,25 milhões de acessos.

“Os números impressionantes mostram como o vôlei conquistou os corações e mentes dos torcedores de todo o mundo. O envolvimento e a experiência dos fãs são uma grande prioridade para a FIVB e estou muito satisfeito por eles terem respondido positivamente aos nossos esforços, seja no estádio ou digitalmente. É maravilhoso ver que mais pessoas de todas as idades e origens estão se juntando à Família do Vôlei”, comentou o Presidente da FIVB, Ary Graça.